Cálculo do IR: entenda como fazer em seu supermercado!

Fale com um especialista agora gratuitamente!

Não te mandaremos spam!

Nesse artigo você vai ver:
Imagem Blog Dpg 26 (4) Grupo Rangel | Contabilidade No Rio De Janeiro - Contabilidade no Rio de Janeiro | Grupo Rangel Contabilidade

Você sabe como realizar o cálculo do IR do seu supermercado? Leia o artigo que preparamos e descubra!

Saiba como deve ser realizado o cálculo do IR para o seu supermercado. Leia e atualize-se!

Entender como é feito o cálculo do IR ajuda sua empresa a otimizar seus processos e identificar equívocos na apuração.

Sabendo disso, no artigo que preparamos, você terá acesso a informações relevantes, as quais vão ajudar você a entender mais sobre o tema.

Em nosso material, você conhecerá com mais detalhes o que é o Imposto de Renda, como é feito o cálculo do tributo e a sua declaração. Confira!

Leia também:

Controle Financeiro X Ganhos De Eficiencia E Produtividade Para Sua Loja Do Ramo Alimenticio Blog (1) - Grupo Rangel | Contabilidade no Rio de Janeiro

O que é o Imposto de Renda?

O Imposto de Renda (IR) é um tributo federal que incide sobre a renda e os proventos de contribuintes no Brasil. 

É obrigatório para pessoas físicas e jurídicas que atingem determinado limite de renda ou faturamento.

Nesse contexto, é importante destacar que a legislação tributária relacionada ao Imposto de Renda pode sofrer alterações ao longo do tempo, o que pode afetar as regras de cálculo e as obrigações dos contribuintes. 

Por isso, é importante estar sempre atualizado e contar com o auxílio de profissionais especializados, como contadores tributaristas.

Como é feito o cálculo do IR em supermercados?

O cálculo do Imposto de Renda (IR) para supermercados é semelhante ao cálculo para outras empresas do setor de comércio. 

No Lucro Real, o imposto é calculado com base no lucro efetivo, ou seja, na diferença entre as receitas e os custos e despesas da empresa. 

Já no Lucro Presumido, o imposto é calculado com base em um percentual de presunção de lucro, que é definido pela legislação tributária de acordo com o ramo de atividade da empresa.

Para calcular o imposto devido, é necessário apurar a base de cálculo do IR. 

No Lucro Real, a base de cálculo é o lucro líquido apurado no período, enquanto no Lucro Presumido, a base de cálculo é determinada pela aplicação do percentual de presunção de lucro sobre a receita bruta da empresa.

Em seguida, é aplicada a alíquota do Imposto de Renda, que é de 15% sobre o lucro apurado no Lucro Real ou sobre a base de cálculo do Lucro Presumido. 

Além disso, é necessário calcular a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), que incide sobre o lucro das empresas e tem alíquota de 9%.

No que se refere a empresas optantes pelo Simples Nacional, o valor do Imposto de Renda está incluso no Documento de Arrecadação do Simples Nacional, que é calculado por meio de percentual aplicado sobre o faturamento.

Para realizar o cálculo do Imposto de Renda em supermercados, é recomendável contar com o auxílio de profissionais especializados em contabilidade e tributação, que poderão orientar sobre as melhores práticas e estratégias para minimizar a carga tributária e evitar problemas fiscais.

Como as pessoas jurídicas declaram o IR?

A declaração do IR, de forma geral, é feita por meio da Escrituração Contábil Fiscal (ECF), que é uma obrigação acessória digital instituída pela Receita Federal do Brasil.

Nesse contexto, a ECF é uma declaração que reúne informações contábeis e fiscais das empresas, incluindo o balanço patrimonial, a demonstração de resultado do exercício, a apuração do Imposto de Renda e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido, entre outras informações.

A ECF deve ser transmitida anualmente por todas as pessoas jurídicas, inclusive as equiparadas, as imunes e as isentas, exceto as microempresas e empresas de pequeno porte optantes pelo Simples Nacional, que possuem obrigações tributárias específicas.

Sendo assim, a elaboração da ECF deve ser realizada por profissionais contábeis capacitados, que possam auxiliar na coleta de informações, organização dos dados contábeis e fiscais, e elaboração da declaração de forma correta e segura, evitando a ocorrência de erros e problemas com a Receita Federal.

Já os valores pagos por empresas optantes do Simples Nacional são informados na própria apuração mensal.

Achou o processo complicado? Felizmente, esse não precisa ser um problema para você!

Sugestão de leitura:

Veja 5 Passos Para Montar Uma Planilha De GestÃo E NÃo Perder Mercadoria Em Seu Mercado Blog - Grupo Rangel | Contabilidade no Rio de Janeiro

Grupo Rangel: somos especialistas em supermercados

Como vimos, calcular o IR demanda conhecimento de uma série de detalhes da legislação.

Nós, do Grupo Rangel, temos a expertise necessária para ajudar você a lidar com esse assunto de maneira simples.

Quer saber como?

Clique no botão abaixo e fale conosco!

Preciso de auxílio para cumprir minhas obrigações junto ao Estado!

5/5 - (1 vote)
Summary
Cálculo do IR: entenda como fazer em seu supermercado!
Article Name
Cálculo do IR: entenda como fazer em seu supermercado!
Description
Cálculo do IR de supermercados: você sabe como ele é feito? Continue a leitura conosco e esclareça suas dúvidas sobre o assunto!
Author
Publisher Name
GRUPO RANGEL CONTABILIDADE EIRELI
Publisher Logo

Compartilhe nas redes:

Categorias

Categorias

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio?

Encontrou! Clique no botão abaixo e fale conosco!

Deixe um comentário

Veja também

Posts Relacionados

Recomendado só para você
Análise contábil: entenda quando e como deve ser feita Uma…
Cresta Posts Box by CP